Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Com o objetivo de fazer uma “reorganização” administrativa, o Banco do Brasil anunciou nesta segunda, 11, o fechamento de 361 unidades de atendimento. Com a medida, cerca de 5.000 funcionários serão demitidos, aumentando ainda mais o número e desempregados no país, que em novembro de 2020 havia chegado a um alto índice de 14,6%, afetando 14,1 milhões de pessoas, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua), divulgada nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A expectativa do BB é que haja uma economia de R$ 535 milhões de reais em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025.

Das 361 unidades que serão fechadas, 112 são agências. O Banco do Brasil vai converter 243 agências em postos de atendimento. Outros 8 postos vão ser transformados em agências.

Há também encerramento de atividades em 242 postos de atendimento e 7 escritórios.

De acordo com o BB, a reorganização da rede de atendimento serve para se adequar ao novo perfil e comportamento dos clientes. Haverá revisão e redimensionamento nas diretorias, áreas de apoio e rede. As medidas servem para privilegiar a especialização do atendimento e ampliação da oferta de soluções digitais.

“Com as medidas, o BB expande sua capacidade de assessoramento gerenciado aos clientes, ampliando o relacionamento e os negócios e potencializando a satisfação e a fidelização”, afirmou o documento.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook