Acusado de envolvimento na morte de inspetor da Polícia Civil do Rio é preso em Pernambuco

Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) - Fotos: Clarice Castro
Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Por Maurício Tambasco

RIO DE JANEIRO – Policiais civis prenderam, na última quinta-feira (21/06), em Recife (PE), Felipe Abreu de Souza, conhecido como “Abelha”, acusado de envolvimento na morte do inspetor Ellery de Ramos Lemos, da Decod, ocorrida semana passada em acari, na Zona Norte do Rio.

De acordo com o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), delegado Maurício Demétrio, Felipe foi preso na Rua Jacaúna, no bairro de Iputinga. A operação para capturar este acusado de ser um dos chefes do tráfico de drogas da Favela de Acari estava sendo realizada, sob sigilo, desde o início da semana.

— Tínhamos as informações de que ele estava fora do Rio. Mas precisávamos saber quando ele tinha saído da favela de Acari. Essas informações foram passadas pelos moradores locais, que estão revoltados com a violência do tráfico e confiaram na Polícia Civil. Agora estão vendo o resultado — ressaltou o delegado.

O inspetor Ellery Ramos de Lemos morreu após ser baleado na cabeça. Ele chegou a ser socorrido em estado gravíssimo no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste, mas já chegou morto na unidade. O Disque Denúncia divulgou um cartaz para tentar encontrar os outros envolvidos na morte do policial. A recompensa é de R$ 5 mil.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook