Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

A alegria tomou conta dos funcionários do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Pronto Socorro de São Gonçalo na tarde desta terça-feira (7). Após testar positivo para o Covid-19 e ficar 30 dias internada em estado grave, a comerciante Solange Costa da Silva, de 56 anos, deixou a unidade de urgência e emergência sob aplausos da equipe técnica e de familiares.

A paciente deu entrada para internação no Pronto Socorro após o exame de tomografia mostrar comprometimento nos pulmões. Ela também chegou com falta de ar e saturando 65%. “Eu só lembro de ter entrado aqui. Depois apaguei. Não lembro de mais nada”, contou a comerciária.

Solange Costa foi entubada horas depois de ser internada. Enfermeiros do CTI e da unidade coronariana, que cuidaram da paciente durante quase um mês, relatam o seu estado grave.

Ela chegou, foi estabilizada, mas logo em seguida os médicos decidiram pela entubação. Era uma paciente muito grave. Só Deus para agir e fazer ela se curar”, garantiram os profissionais.

E a família da paciente assina embaixo. Os cinco filhos de Solange mandaram estampar camisas com o poema “Para hoje e sempre: Gratidão”. O mimo também tinha a foto da mãe, que ganhou muitos beijos e abraços ao deixar o Pronto Socorro de São Gonçalo.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook