Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Mesmo meio a uma pandemia, o Ministério da Educação não adiou as provas do ENEM. O resultado não poderia ser outro, mais da metade não compareceu e muitos foram impedidos de fazer por causa da lotação em sala. Do total de 5.523.029 inscritos para a versão impressa do exame, que começou a ser aplicada nesse domingo (17.jan.2021), 2.842.332 faltaram às provas. Um verdadeiro despreparo e uma falta de senso do Ministro da Educação Milton Ribeiro que afirmou:

Fico satisfeito com o que fizemos no meio de uma pandemia”, diz o ministro. “[Quero] qualificar o Enem no meio de uma pandemia como algo vitorioso para não atrasar mais a vida de milhões de estudantes”.

Foram eliminados do exame 2.967 candidatos por não respeitarem as regras do Enem, entre elas, não cumprirem as medidas de segurança para evitar o contágio pelo novo coronavírus, como usar máscara cobrindo a boca e o nariz durante toda a aplicação. Ao todo, 69 participantes foram afetados por questões logísticas, como emergências médicas, falta de energia elétrica, entre outros. Os dados tanto de presença, quanto das eliminações, segundo o presidente do Inep, são preliminares.  

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook