Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Crianças e adultos participaram, na manhã desta quinta-feira (29), da aula inaugural da Escolinha de Tênis na quadra poliesportiva da Praça Monte Castelo (próximo ao Memorial dos Ex-Combatentes), no bairro Sessenta, em Volta Redonda. O projeto, que é gratuito e chegou a ter 250 alunos antes de ser interrompido na gestão passada, está sendo retomado pela fundação com número reduzido de alunos e seguindo todos os protocolos de combate e prevenção à Covid-19.

Durante a aula inaugural, cerca de 15 pessoas participaram das atividades, mas a partir do dia 3 de maio, quando o projeto terá início, serão permitidos apenas quatro alunos por aula, podendo participar pessoas acima de oito anos, sem limite de idade. 

As aulas serão realizadas em quatro quadras poliesportivas, onde são montados os núcleos. Eles estão localizados nos bairros Sessenta, Candelária, Nova Primavera e Morada do Campo (na rua da Fundação Beatriz Gama). De acordo com o diretor-presidente da FBG, Vitor Hugo Gonçalves, o tênis é um esporte individual e a prática está permitida, atendendo as regras previstas no decreto municipal de combate à Covid-19. 

“A participação é livre para qualquer morador de Volta Redonda. Havia muita procura pelo projeto. Uma inovação este ano é que nós estamos dando oportunidade aos adultos de participar também. Além de auxiliar os jovens na realização de um esporte e na formação deles como cidadãos, ajuda os adultos nesta época de restrições. O tênis é um esporte muito gostoso, quando se começa a praticar, a pessoa logo se entusiasma e não para. A condição número um para participar é ter força de vontade, o resto é por nossa conta”, afirmou Vitor Hugo.

“Basta chegar em qualquer quadra que tenha o projeto e fazer a inscrição. Todos serão bem-vindos”, acrescentou o diretor-presidente da FBG. Informações sobre dias e horários das aulas serão divulgadas nos próprios núcleos e, em breve, no site e redes sociais da prefeitura (www.voltaredonda.rj.gov.br) e na página do Facebook da Fundação Beatriz Gama (www.facebook.com/FundacaoBeatrizGama).

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook