Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Mesmo sabendo que existem regras de proteção contra a covid, cariocas e turistas lotaram praias e bares no Rio de Janeiro neste último final de semana. A maioria não usava máscara e muito menos repeitou o distanciamento. A Prefeitura do Rio chegou a anunciar que permitiria que veículos parassem na orla e fecharia ruas para o lazer de domingo, mas voltou atrás na quinta (7) e as medidas de dezembro do ano passado.

Carros foram rebocados e funcionários da prefeitura faziam a fiscalização na areia mas sem muito sucesso. No Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, apesar das placas informando sobre a proibição, havia filas de carros estacionados.

No período da noite foi a vez dos bares ficarem lotados, as pessoas não estão respeitando os protocolos e se nada for feito por parte dos governantes do Rio, uma onde grande de contaminação pode superloatar os hospitais, que já estão com quase 100% dos leitos ocupados e não há mais vagas.

“As pessoas banalizaram completamente. É verão, então elas estão cansadas e o apelo das praias é muito grande, mas infelizmente não dá mais, a gente não tem como acreditar que vamos conseguir ganhar a consciência das pessoas”, disse Chrystina Barros, especialista em saúde da UFRJ.

Um novo boletim semanal feito pela Prefeitura do Rio, divulgou na última sexta (8) , 18 regiões do Rio que estão com índice de alto risco para a covid: seis áreas na Zona Norte, cinco na Zona Oeste, quatro na Região Central e três na Zona Sul, incluindo toda a orla carioca.

Outras 15 áreas estão com risco moderado. O levantamento usou como base os dados sobre contaminação e mortes da última semana de dezembro.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comentários no Facebook