Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

A nuvem de gafanhotos voltou a se aproximar do território brasileiro causando preocupações. Segundo autoridades, a melhor forma para combater a nuvem é o despejo de agrotóxico sobre a mesma mas, especialistas avaliam que o método é extremamente prejudicial.

De acordo com a SENASA (Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar), agência do governo argentino, a nuvem de gafanhotos atualmente está na província de Entre Ríos, na Argentina, nas proximidades com o Rio Grande do Sul e o Uruguai.

No último final de semana, na Região Sul do Brasil, a temperatura alta favoreceu o deslocamento da nuvem. A estimativa é de que os gafanhotos, da espécie Schistocerca cancellata, estejam a cerca de 120 quilômetros do município gaúcho de Barra do Quaraí — uma das menores distâncias desde os primeiros alertas sobre o tema.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook