Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Nada como uma Comic-Con após a outra, especialmente para James GunnDemitido pela Disney às vésperas de sua participação no painel de Brightburn – Filho das Trevas – devidamente cancelada às pressas, diga-se de passagem – na San Diego Comic-Con de 2018, o diretor passou por um verdadeiro calvário até, enfim, ser recontratado pela Casa do Mickey para comandar Guardiões da Galáxia Vol. 3.

Com o início das filmagens enfim previsto para o segundo semestre deste ano, esperava-se que a nova sequência fosse um dos carro-chefe do recente painel da Marvel, na SDCC deste ano. Não foi o que aconteceu. Por mais que o chefão Kevin Feige tenha confirmado o longa-metragem, ele ficou fora do calendário da Fase Quatro e, ainda, sem data de estreia.

Questionado no Twitter por um fã, Gunn não demorou a dar uma resposta sucinta que também revela a engenharia por trás da escolha dos filmes que farão parte de cada passo do Universo Cinematográfico Marvel. “Desculpe por desapontá-lo. Guardiões Vol. 3 ESTÁ acontecendo, mas estou finalizando Esquadrão Suicida antes.

Ou seja, o adiamento do novo Guardiões da Galáxia está diretamente relacionado à indefinição do próprio diretor em relação à franquia, o que fez com que acertasse com a Warner para dirigir Esquadrão Suicida 2 antes de assegurar o retorno à Disney. Agora, a Marvel precisa aguardar que ele conclua o longa da rival DC antes de tê-lo novamente à disposição.

O quanto tal embróglio afetará a cronologia de Guardiões da Galáxia Vol. 3 perante o Universo Cinematográfico Marvel, isto apenas a Fase Cinco responderá. A partir de 2022.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook