Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Desde o início da manhã de hoje, 24, o Ministério Público Estadual e a Polícia Civil, estão empenhados em uma operação contra desvios feitos pelo IABAS na secretaria de saúde. O esquema movimentou cerca de R$ 6 milhões em superfaturamento e contratação de fornecedores “laranjas” de contratos da OS com a pasta.

Estão no alvo da operação o ex-dirigente do instituto, Luis Eduardo da Cruz, a esposa Simone Amaral da Silva Cruz, o irmão, Marcos Duarte da Cruz, e outras duas pessoas.  No início da operação, havia sido informado, pelo MPRJ, que os envolvidos já haviam sido detidos mas o delegado responsável pela operação desmentiu a informação, avisando que Luis Eduardo e Simone ainda estão sendo procurados.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook