Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Pelo menos 15 pessoas morreram em um grande incêndio que atingiu um campo de refugiados de Rohingya em Bangladesh, enquanto pelo menos 400 continuam desaparecidos, disse a agência de refugiados da ONU na terça-feira.

“É enorme, é devastador”, disse Johannes Van der Klaauw do ACNUR, que participou de uma reunião em Genebra virtualmente de Dhaka, Bangladesh. “Ainda temos 400 pessoas desaparecidas, talvez em algum lugar nos escombros.”

Ele disse que o ACNUR teve relatos de mais de 550 pessoas feridas e cerca de 45.000 deslocadas.

As autoridades de Bangladesh estão investigando a causa do incêndio, enquanto trabalhadores de emergência e de ajuda humanitária e famílias vasculham os destroços em busca de outras vítimas. O incêndio atingiu o acampamento Balukhali, perto da cidade de Cox’s Bazar, no sudeste do país, na noite de segunda-feira, queimando milhares de barracos enquanto as pessoas lutavam para salvar seus escassos bens.

“Tudo se foi. Milhares estão sem casa ”, disse Aman Ullah, refugiado Rohingya do campo de Balukhali, à Reuters. “O fogo foi controlado após seis horas, mas algumas partes do acampamento podiam ser vistas fumando a noite toda.”

As autoridades em Bangladesh confirmaram até agora 11 mortes.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook