Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Verão é época de praia, sol, corpos bonitos, muita diversão… e cálculo renal. Nessa época do ano a incidência das incômodas e dolorosas pedrinhas aumenta em até 30%, segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia. A razão é bem simples: transpiramos mais, perdemos líquido e, muitas vezes, não nos hidratamos como deveríamos. Daí o surgimentos dos cálculos.
     
 “Substâncias que normalmente seriam eliminadas do organismo não passam por esse processo, já que a urina fica concentrada, e as pedras podem aparecer”, explica o urologista José Alexandre Araújo. A dieta também tem forte influência no processo.
   
 “Quem consome mais proteínas, carne, derivados do leite, verduras escuras tem índice maior de oxalato de cálcio, que é o que forma cerca de 85% dos cálculos”, explica o médico, ressaltando que é preciso ficar atento a sintomas como náusea, sudorese, vômito, sangue na urina e sensação de bexiga cheia. Além da dor, claro, inicialmente nas costas e depois atingindo abdômen e coxas.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook