PF, em conjunto com outras polícias, no combate ao crime transnacional

Centro de Cooperação Policial Internacional - CCPI/PF no Rio de Janeiro - Foto: Divisão de Comunicação Social da PF
Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Por Ferreira Netto/PF

BRASÍLIA/DF – Nos últimos dias, a Polícia Federal recebeu, no Centro de Cooperação Policial Internacional – CCPI/PF, policiais de diversos países que atuarão em conjunto nas ações de combate aos crimes transnacionais.

Ontem (26/6) o Diretor Geral da PF, Rogério Galloro, visitou o CCPI reafirmando a importância das atividades de cooperação internacional para o enfrentamento da criminalidade organizada no Brasil e na América do Sul.

O CCPI, que funciona na Superintendência da PF do Rio de Janeiro, tem por finalidade fortalecer a integração entre países no âmbito das investigações criminais voltadas à repressão do crime organizado transnacional, proporcionando mecanismos de cooperação multilateral, com o estabelecimento de um canal rápido e direto para o intercâmbio de informações e para a formação de conhecimento. Essa integração será especialmente relevante no combate ao tráfico de drogas e de armas no Rio de Janeiro e no Brasil, na medida em que permitirá um maior dinamismo nas investigações criminais que necessitem da cooperação de outros países.

Policiais estrangeiros da Argentina, Peru, Bolívia e Paraguai já integram o CCPI, sendo aguardados também policiais da Colômbia e de outros organismos internacionais.

No último dia 21 de junho, o Diretor Geral da PF também participou do encerramento da Reunião dos Adidos Brasileiros na América do Sul  sobre segurança nas fronteiras. O encontro teve como objetivo fazer um diagnóstico da situação de segurança nos países sul-americanos e propor ações para incrementar o trabalho conjunto entre as agências de segurança brasileiras e suas congêneres, com foco especial na integração das iniciativas e na colaboração do Brasil com os países vizinhos.
Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook