Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Em Queimados, na Baixada Fluminense, moradores de alguns bairros estão se organizando para fazer bailes de carnaval e folia. Com medo da pandemia, que ainda não acabou que ainda tem levado pessoas ao óbito, moradores denunciam e pedem medidas das autoridades para que as festas não aconteçam.

Recentemente na cidade, um circo foi fechado alegando-se furto de energia, por estar dentro de um estabelecimento da prefeitura e por provocar aglomeração em tempos de pandemia. O questionamento de moradores, nas redes socias é que se o circo foi fechado por vários motivos, entre eles pelo fato de se poder ocorrer aglomerações, então porque autorizar festas quase todos os finais de semana quando ainda estamos em um momento crítico da pandemia?

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, fez um apelo à população para que colabore com o combate ao novo coronavírus na cidade, especialmente, no período de carnaval, que este ano não terá desfiles de blocos de rua e de escolas de samba, para evitar a disseminação do vírus. 

Será que no município de Queimados, a contaminação já terminou? Esta é uma resposta que os munícipes esperam que seja respondida pelos gestores da cidade.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook