Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

A presidente interina na Bolívia, Jeanine Áñez, convocou a população nesta terça-feira (28) para um dia “jejum e oração” diante da pandemia do novo coronavírus, que deixou mais de mil bolivianos infectados e 53 mortos.

Em uma mensagem divulgada desde a segunda-feira na televisão, Áñez convida os bolivianos para cumprirem “um dia de jejum e oração com a família”.

Irmãos bolivianos, hoje quero enviar-lhes uma mensagem de fé, porque para Deus nada é impossível e estando com Ele, vamos vencer essa pandemia”, disse Áñez, que é evangélica.

Áñez ainda citou em sua mensagem uma passagem bíblica do livro de Isaías. Ela deve decidir com o seu gabinete se prolonga ou não o confinamento nacional, que está válido até 30 de abril.

Um dos primeiros atos de Áñez na sede do governo boliviano foi segurar uma Bíblia e dizer aos jornalistas: “A Bíblia volta ao Palácio”. Desde então, a presidente interina tem dado espaço à religião em sua administração pública. 

Jeanine Áñez compartilhou uma foto de sua equipe de ministros fazendo uma oração, enquanto estudam planos de continuidade, flexibilidade ou suspensão da quarentena na Bolívia.

No início do gabinete, pedi aos ministros que me acompanhassem com uma oração pelas famílias bolivianas. É um gabinete dedicado à saúde e economia do nosso país”, disse ela no Twitter. Jeanine Añez Chavez✔@JeanineAnez

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook