Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Após reunião, realizada de forma remota, professores do município do Rio de Janeiro decidiram entrar em greve contra o retorno das aulas presenciais neste momento de pandemia. A votação, realizada na tarde deste sábado, dia 30, terminou com aprovação de 84,5% dos 707 participantes pela permanência apenas do ensino remoto neste momento.

A assembleia on-line foi convocada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe), que na sexta-feira, dia 29, chamou os professores estaduais para votação também a respeito da volta às aulas. O grupo também decidiu entrar em greve de atividades presenciais por vacinação da categoria contra covid-19.

Ainda ficou decidido para o município que os profissionais convocados a partir de hoje, 1º, para o trabalho presencial, não devem comparecer à escola. Também foi aprovado por unanimidade a reivindicação à prefeitura do fornecimento de cartões alimentação para os alunos matriculados. Visando à melhoria do aprendizado dos alunos de maneira remota durante a pandemia, a categoria ainda pede por equipamentos eletrônicos, uma plataforma virtual pública e pacotes gratuitos de dados para profissionais e estudantes.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook