Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Estados Unidos, México e Brasil são as nações ocidentais mais ociosas, de acordo com um estudo feito na Universidade Stanford (EUA). Os espanhóis, por exemplo, estão bem melhor colocados. Enquanto eles aparecem em quinto lugar em um mapa mundial de atividade física com uma média de 5.936 passos ao dia, os brasileiros tem uma “pontuação” de 4.289. A Espanha, aliás, fica atrás apenas dos chineses, japoneses, russos e ucranianos. América Latina é a região do mundo com o maior índice de pessoas que não praticam atividade física suficiente para se manter saudável e supera o conjunto de países ocidentais de receitas altas, onde em geral se faz menos atividade física que nos de rendas baixas. A insuficiência de atividade física é considerada um dos principais fatores das doenças não transmissíveis. Na América Latina, o Brasil é o país com o maior índice de sedentarismo – 47% da população não praticam atividade física suficiente para se manter saudável.

Os níveis de atividade física por semana, recomendados pela OMS, são de, pelo menos, 150 minutos em grau moderado a intenso ou 75 minutos de esforço físico forte.

“A rápida urbanização fez com que as pessoas abandonassem lugares onde deveriam se exercitar para trabalhar, especialmente na agricultura, para instalar-se em cidades onde estão desempregadas ou têm empregos na indústria, muito mais sedentárias e nas quais fazem movimentos repetitivos”, afirmou a autora principal do estudo e especialista da OMS, Regina Guthold.

A pesquisa estimula os países a adotar políticas nacionais de transportes não motorizados, como caminhar e pedalar, assim como a participação das pessoas em atividades esportivas em seu tempo livre.

Em nível global, uma em cada três mulheres e um em cada quatro homens não praticam suficiente atividade física para conservar a saúde, o que representa um quarto da população mundial (1,4 bilhão de pessoas).

Isso implica aumento do risco de doenças cardiovasculares, diabetes do tipo 2, demência e certos tipos de câncer. O ideal para se manter uma rotina equilibrada seria o cumprimento da recomendação padrão da OMS, que aconselha que seja praticado pelo menos 2 horas e meia de esforço moderado ou 75 minutos de atividade intensa, por semana.

 

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook