Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Olá minha gente! Olha como essa vagabundagem parece não ter fim, é difícil de entender como e da aonde aparece tanta molecada que não tem o que fazer, se prende pra caramba nesse Rio de Janeiro, outros por falta de sorte ou destino, acabam morrendo indo sentar no colo do rabuleiton. No entanto, a cada dia a vida do crime que não compensa vem recrutando mais e mais jovens e adolescentes, lamentável! triste! horrorível! depressível! Ninguém aguenta mais, sempre tem mais um. Porém para esses dois elementos como se diz a boa gíria, a casa caiuuuuuu! Na tarde desta quinta-feira (05/09), Policiais Militares dos Grupamentos Táticos de Polícia Pacificadora da UPP Vila Cruzeiro, receberam informações a respeito do possível deslocamento de criminosos que teriam participado do atentado ocorrido nesta terça-feira (03/09), que vitimou o Cabo PM Neves,

Na operação que foi realizada nas localidades da Vacaria, Sacopã, Beco da Rainha, Rua 8 e Rua F no Complexo da Penha, foram presos, Lucas Matheus Regino Ricardo da Silva e Yago Wilson da Silva Barreto, ambos eram procurados pela justiça, Yago estava sendo procurado por ter sido acusado de assassinar um Policial Militar em um roubo na cidade de Araruama área do 25º BPM.

Yago Wilson da Silva Barreto foragido da justiça no Portal dos procurados
Yago Wilson da Silva Barreto foragido da justiça no Portal dos procurados – (Foto: Divulgação/PCERJ)

Na operação também foi apreendido armamentos, munições, entorpecentes e vejam só o equipamento e a quantidade de entorpecentes que circulavam nas mãos desses jovens delinquentes para serem vendidos na feirinha do capeta. Foram apreendidos 01 Fuzil Colt Calibre 5,56; 02 (DUAS) Pistolas Glock G7 Calibre 9mm; 06 Granadas; 08 Carregadores de Fuzil; 08 Carregadores de Pistola Glock, 95 Kilos de Maconha em Tabletes, 800 Trouxinhas de Maconha; 600 Frascos de Loló; 02 Balanças de Precisão; 01 Rádio Transmissor com Base Carregador; 01 Coldre Tático.

A ação foi desencadeada sem qualquer efeito colateral, não havendo vitimas civis inocentes ou de Agentes do Estado. Agora vejam só, o senhor e a senhora que rala pacaramba para levar para casa o pãozinho de cada dia nos responda! Até quando?

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook